Informações de contato

Rua Dimpina Pereira Schwartz, 186
Bairro: Governador Roberto Silveira, Itaperuna-RJ

Estamos prontos para te atender
COMPORTAMENTO

#Bora Vender

Para isso use bem os gatilhos mentais

 

Há dias venho reparando o comportamento de pessoas que fazem a comercialização de produtos e serviços e que utilizam as mídias sociais para vendê-los. Entre boas práticas que, infelizmente são a exceção, percebo que a maioria parece trabalhar contra o seu próprio negócio. Então, já que temos esse espaço tão interessante para trocar ideia, achei que seria legal contribuir com aquilo que a minha profissão pode agregar.

Independentemente se você não é alguém que comercializa algo no tempo presente, aprender determinadas técnicas da Publicidade e do Marketing, poderá te ajudar em outros momentos da vida.

Nesse artigo, vou te dar algumas dicas a respeito dos gatilhos mentais. São vários que podem ser utilizados no dia a dia, porém vou mencionar três que já serão uma mão na roda.

Aproveite e ponha em prática este conteúdo porque tenho certeza que os resultados virão automaticamente. Vamos lá?

Se quiser vender algo (mesmo que seja uma ideia) com mais eficiência, construa autoridade sobre o seu mercado e colha os louros desse reconhecimento.

AUTORIDADE: alguma vez você já confiou em alguém e seguiu suas instruções simplesmente por que aquela pessoa transparecia uma figura de autoridade? Por exemplo, tomar um medicamento que não conhece, mas que foi indicado pelo médico. Por que, na maioria das vezes, não questionamos se ele realmente sabe o que está fazendo ou se tal remédio vai causar algum dano? A resposta é simples. Nós temos a tendência de criar um atalho em figuras de autoridade, pois, assim, economizamos um longo caminho que teríamos que percorrer para validar a informação. Então, simplesmente aceitamos. A mesmíssima coisa acontecerá se você for visto como autoridade em algum segmento. Se quiser vender algo (mesmo que seja uma ideia) com mais eficiência, construa autoridade sobre o seu mercado e colha os louros desse reconhecimento.

PROVA SOCIAL: a indicação boca a boca é algo poderoso, mesmo em tempos tecnológicos como os atuais. Pessoas que indicam coisas e não ganham nada com isso são dignas de crédito. Porém, quando o volume de indicação é significativo, nossa tendência é facilmente chegar a conclusão de que aquilo é realmente muito bom. Vamos ao exemplo: existem dois restaurantes desconhecidos, um ao lado do outro, a decoração é semelhante entre eles e o cardápio também. A diferença é que um possui fila de espera na porta e o outro tem apenas pessoas pingadas… Sobre a comida, qual você acha que possui a mais gostosa? Com certeza, é o da fila na porta! Isso pode nem ser a realidade, mas automaticamente o nosso cérebro faz essa associação e atribuímos volume com qualidade. Então, se você quiser fazer algo ser um sucesso, incentive as pessoas a falarem de você ou mostre volume nas coisas que está fazendo. O poder da impressão que uma boa quantidade de pessoas causa é muito positivo. Invista em construir algo neste sentido, como dar desconto em troca de depoimentos no Instagram e Facebook.

ESCASSEZ: se vai acabar, a gente quer mais. Imagina comigo, você sai com um corretor para ver uma casa que deseja alugar. Na sua cabeça já existe uma média de preço que você está disposto a pagar, o que necessariamente o imóvel precisa ter, entre outras expectativas. Mas, quando você chega, encontra um casal fazendo a mesma visita com outro profissional e, o mais assustador, eles aparentam muita satisfação com o que veem no local. Ao terminar sua visita, você percebe que o imóvel também atenderá às suas necessidades. É nessa hora que o corretor te diz algo matador, ele te pergunta se você quer assinar a documentação naquele mesmo momento para garantir a sua aquisição. Afinal, é muito provável que aquele casal irá ficar com o local se você não agir rápido. Sabe de uma coisa? A probabilidade de você fechar negócio aumentará drasticamente. E isso se aplica a tudo, até para biscoito no mercado. Quanto mais difícil, mais valorizado. É por isso que lançamentos com séries limitadas fazem tanto sucesso e são até mais caros. Pense nisso.

HISTÓRIA: o ser humano ama histórias. Não é a toa que Jesus Cristo transmitia seus ensinamentos por meio delas. Existe um contexto que leva a nossa criatividade e imaginação a trabalharem. É algo mágico. Exatamente por termos essa conectividade com histórias, experimente ao invés de dizer  ¨compre isso¨, contar a história de como aquilo foi bom para você mesmo ou para as outras pessoas. Mostre com riqueza de detalhes para o seu cliente em potencial que ele também poderá viver algo semelhante. Se você fizer isso direitinho, é sucesso garantido.

Ficam essas dicas especiais para hoje. Se você tiver resultados ao colocá-las em prática, por favor, comente em nossas redes sociais. Ficarei muito feliz em saber que consegui  ajudar de alguma forma.

 

Até a próxima.




Publicitário itaperunense que reside em São Paulo. Um observador do cotidiano, de onde extrai suas inspirações para compartilhar aqui na Estilo Off. É também cantor e amante da boa gastronomia. E-mail: mauriciorcunha@gmail.com

Em nome da qualidade de vida

Por que tendes medo?